Cadeia Produtiva


A Marfrig promove algumas ações e iniciativas para engajar os fornecedores às melhores práticas de produção, em linha com princípios observados para a qualidade e segurança dos alimentos: 

  • Programa Marfrig Club. Desenvolvido no Brasil, incentiva a adoção de boas práticas pecuárias, o que contribui para o desenvolvimento sustentável das propriedades rurais e garante uma produção mais segura e com menos impactos ambientais. Vigente desde 2010, seus pilares compreendem três dimensões:

Respeito animal
 

Por meio do programa, o produtor compartilha com a Marfrig, em interações com a equipe técnica da empresa, informações sobre a produção, tipo de alimentação animal, medicamentos utilizados no manejo e origem dos animais. As diretrizes relacionadas a cada um desses tópicos constam do Guia de Práticas Sustentáveis, clique aqui.

  • Engajamento dos pecuaristas: contribuir para que os pecuaristas reconheçam os desafios impostos pelas mudanças climáticas e impactos na biodiversidade – como o aumento da temperatura e as possibilidades de resistência a medicamentos, por exemplo – e tomem medidas para adaptar a produção a essa realidade, mitigando os impactos ao meio ambiente. 
  • Alternativas de produção pecuária: incentivo às mudanças nos sistemas de produção e manejo, envolvendo a rotação de pastagens e a integração de sistemas pecuários com a produção florestal e agrícola. A Marfrig também estimula os fornecedores a utilizarem métodos de criação de gado livre, com alimentação composta predominantemente por pastagem. Já o uso de soja nas rações, quando há prática de suplementação alimentar, é desencorajado quando não é possível verificar a origem, conduta que busca assegurar que o produto não seja procedente de áreas de desmatamento.
  • Programa de Regularização de Fornecedores:  apoio oferecido aos fornecedores para que obtenham licença ambiental e Registro no Sistema Nacional de Cadastro Rural. Para que recebam orientações e explicações sobre as inconsistências encontradas nas análises socioambientais das propriedades, os pecuaristas podem procurar os técnicos da Marfrig, nas unidades operacionais. 
  • Programas de Carne Sustentável: a Marfrig promove uma série de iniciativas voltadas a disseminar boas práticas de pecuária sustentável nas propriedades rurais, em linha com as previsões do Código Florestal Brasileiro. Ao mesmo tempo em que contribui para minimizar o impacto das atividades sobre o meio ambiente, essas ações permitem que a empresa ofereça produtos diferenciados aos consumidores. 
  • Carne Carbono Neutro e Carne Baixo Carbono: parceria inédita com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) para fomentar a adoção de práticas mais sustentáveis à pecuária. Abrange os conceitos produtivos de Carne Carbono Neutro (CCN) e Carne de Baixo Carbono (CBC), desenvolvidos pela Embrapa para a certificação de carnes produzidas em sistemas que neutralizam ou reduzem a emissão de metano pelos animais.
  • Rainforest Alliance Certified™: primeira empresa do setor a rastrear o ciclo completo da produção de carne bovina, desde junho de 2012, com a chancela do Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola (Imaflora), o que lhe confere o direito de utilizar o selo Rainforest Alliance Certified™ (RAC). Essa certificação atesta que as fazendas fornecedoras de carne seguem rigorosas normas internacionais de conservação ambiental e de respeito aos trabalhadores, às comunidades locais e às regras de bem-estar animal.
  • Primeiro hambúrguer certificado Rainforest Alliance, lançado em 2015, produzido com carne produzida de acordo com os mais elevados padrões de gestão de produção, ambiental, social e de bem-estar animal.
  • Carne orgânica: oferta de carnes bovina e ovina orgânicas para mercados exigentes, iniciada em 2000, na unidade uruguaia de Tacuarembó. A Marfrig avalia estender essa iniciativa para outras unidades de produção. 
  • Carne Grass Fed: cortes de carne de gado alimentado exclusivamente no pasto, com gramíneas, um atributo que atende à demanda do mercado norte-americano. Além de serem criados livres em pastagens, os animais não recebem antibióticos, hormônios de crescimento e alimentos com produtos de origem animal. Esses produtos são comercializados sob a marca Viva Grass Fed Beef, produzida no Uruguai.
  • Programa Bioma Pampa. Tem o objetivo de conservar os campos e animais nativos desse bioma. Concentrado no Sul do Brasil, também dissemina conceitos de pecuária rentável e sustentável, incluindo desmatamento zero e conservação do meio ambiente.