notícias

Avanços Marfrig Verde+

MARFRIG APRESENTA AVANÇOS DOS PRIMEIROS MESES DO PROGRAMA VERDE+

Aproximação e inclusão de produtores é a premissa para acelerar a sustentabilidade, permitindo mais produtividade e rentabilidade aos parceiros

São Paulo, 24 de março de 2021 - A Marfrig, líder global em produção de hambúrgueres e uma das maiores empresas de carne bovina do mundo, apresenta hoje os avanços do programa Marfrig Verde+, lançado em julho de 2020, com o objetivo de garantir que 100% da cadeia de produção da empresa seja sustentável e livre de desmatamento até 2030. Criado em parceria com a IDH - Iniciativa para o Comércio Sustentável, o projeto está baseado nos pilares produção-conservação-inclusão. Entre os destaques dos primeiros meses de desenvolvimento, estão o mapa de mitigação de riscos de fornecedores, o uso de tecnologia de ponta, como o blockchain, e o rastreamento avançado da cadeia de valor na Amazônia e no Cerrado.

Desde que anunciou a iniciativa pioneira no último ano, a Marfrig tem atuado junto aos demais parceiros estratégicos para desenvolver as ações e ferramentas necessárias para a implementação do plano. Na frente de mecanismos financeiros, em fevereiro de 2021, a companhia celebrou contrato com o Fundo &Green, no valor de 30 milhões de dólares, que serão empregados para acelerar as frentes do Verde+, sobretudo as que envolvem conservação de áreas florestais. Para isso, foi desenvolvido um Plano de Ação, cuja evolução será compartilhada com todos os públicos.

Outro pilar importante do programa é a Rede de Assistência Técnica ao produtor, com o objetivo de auxiliar produtores rurais nas questões socioambientais, bem como na implementação de um modelo de gestão mais eficiente, trazendo mais rentabilidade e lucratividade. Dessa forma, foi desenvolvido um novo protocolo de acompanhamento do Marfrig Club, presente em todas as 12 unidades da companhia no Brasil, em que os parceiros têm suporte especializado e com as ferramentas necessárias para melhorar o seu negócio.

Ainda nesse pilar, a Marfrig apoia o Programa Sustentável de Bezerros, no Vale do Juruena, no Mato Grosso, junto a 157 produtores da região. A iniciativa, que envolve a criação dos animais desde a origem, é um laboratório importante para que as ações do plano Verde+ sejam testadas. O principal aspecto do sistema está na capacidade de escala, e a entrada da companhia visa ampliar essa atuação, fazendo com que chegue a outras regiões do estado no futuro. O programa possui liderança e coordenação da IDH - Iniciativa para o Comércio e, desde o início em 2018, contou com o apoio e patrocínio da Fundação Carrefour e da Fazenda São Marcelo.

No Sistema de Monitoramento de Fornecedores Indiretos, terceiro pilar estratégico do Plano Verde+, os avanços ficaram por conta do mapeamento de risco e a implementação do blockchain. O Mapa de Risco de Mitigação de Fornecedores, desenvolvido em colaboração com a Agroícone, empresa especializada em inteligência territorial, cruza os dados georreferenciados e documentos das fazendas com informações públicas oficiais para identificar potenciais não conformidades. A área monitorada equivale a 30 milhões de hectares, um território maior que o estado de São Paulo ou o Reino Unido.

Já a tecnologia blockchain foi a escolhida para dar mais visibilidade e segurança ao sistema como um todo. Dessa forma, a Marfrig estabeleceu parceria para uso da Plataforma Conecta, baseada em tecnologia blockchain e desenvolvida pela Safe Trace, CPQD, com apoio das ONGs TNC e Amigos da Terra, que vai armazenar todas as informações de rastreabilidade ao longo da cadeia de abastecimento. O projeto já está em fase de testes e em breve os parceiros serão convidados a iniciar o uso da ferramenta.

Com isso, a Marfrig fechou o ano de 2020 com 62% de sua cadeia de valor no bioma Amazônia mapeada -- a meta é ter 100% rastreado até 2025. O sistema de geomonitoramento também está sendo atualizado para abranger o bioma Cerrado, que teve 47% da cadeia monitorada em 2020, sendo que o prazo para essa região termina em 2030.

Citações

"Ter visibilidade sobre a nossa cadeia de valor vai nos dar as ferramentas necessárias para direcionar as próximas ações dentro do Plano Marfrig Verde+", afirma Paulo Pianez, diretor de Sustentabilidade e Comunicação da Marfrig. "Os produtores são o elo principal da nossa cadeia. A partir da análise combinada do nosso mapeamento e o contato direto com a nossa rede, seremos capazes de auxiliar estes parceiros a buscar tecnologia e capital para que atinjam melhores níveis ambientais, de eficiência e rentabilidade. Não tenho dúvidas de que, juntos, vamos chegar à meta de uma cadeia 100% livre de desmatamento em 2030, com muito mais lucratividade para todos", completa.

Sobre a Marfrig

A Marfrig é uma das companhias líderes em carne bovina e maior produtora de hambúrguer no mundo, com receita líquida de 67,5 bilhões de reais em 2020, capacidade diária de abate de mais de 31,8 mil bovinos em suas unidades da América do Sul e América do Norte, bem como uma capacidade de produção de 232 000 toneladas de hambúrgueres por ano. Emprega mais de 30.000 colaboradores, distribuídos em 32 unidades produtivas, processa e comercializa carne in natura, produtos processados, pratos prontos à base de carne bovina, produtos complementares e derivados de carne, além de couro para os mercados doméstico e internacional. Reconhecida pela qualidade de seus produtos e por sua atuação sustentável, a Marfrig mantém projetos pioneiros para a preservação do meio ambiente e dos recursos naturais.