Transporte

O transporte dos animais entre as fazendas fornecedoras e as unidades operacionais é uma etapa de extrema importância na gestão do bem-estar animal, razão pela qual são adotadas diversas iniciativas para disseminar as melhores práticas entre os transportadores. Um exemplo, nesse sentido, é o fato de a Marfrig convidá-los para conhecerem as unidades e os processos, conscientizando-os sobre a importância do tema. A empresa também adota ações para acompanhar e avaliar os serviços prestados.

  • Plano de Contingência e Gerenciamento de Crises. Quando há imprevistos, como a quebra e/ou acidente de veículo em trânsito, greves, bloqueios de estradas ou qualquer situação que limite o fluxo contínuo do transporte de animais entre a propriedade e a unidade frigorífica, o condutor deve contatar as áreas responsáveis da Marfrig para comunicar a ocorrência e ser orientado sobre as medidas cabíveis na resolução da crise apresentada, de forma a garantir a continuidade da viagem até o destino final (frigorífico) o mais rápido possível. A Marfrig disponibiliza canais próprios para notificação de imprevistos durante o percurso e auxílio socorro.

  • Logística. Para coordenar o transporte, a empresa possui um sistema de logística próprio, que tem como prioridade evitar longas distâncias, locomovendo animais a partir de propriedades mais próximas às unidades. Sempre que possível, busca-se estabelecer roteiros e escalas que não superem as recomendações sobre o tempo de viagem dos padrões internacionais. No Brasil, dada a grande extensão territorial e fatores geográficos ou de infraestrutura, o tempo de viagem pode superar as 8h.

  • Avaliações diárias dos veículos transportadores e da qualidade do transporte de animais. Nessa avaliação, são considerados o tipo de veículo, qualidade da estrutura e estado de conservação de forma geral, além de capacitação do motorista. Também é observada a qualidade do transporte, por meio da avaliação das condições referentes a espaço e acomodação, e do comportamento dos animais na chegada, no manejo de desembarque dos animais.

  • Treinamentos. Motoristas de transporte de animais vivos recebem orientações específicas para o cuidado dos animais durante os percursos. São oferecidos treinamentos com regularidade. Os profissionais também são avaliados pela eficácia, e recebem certificado e carteirinha de motorista, ambos emitidos pela Marfrig.

  • Contratos. Há uma cláusula específica sobre cuidados com os animais nos contratos com as transportadoras. Casos de descumprimento sofrem medidas cabíveis, por parte da Marfrig, e os contratos podem ser encerrados dependendo da severidade.