Quer perder peso? Siga o exemplo de Kim Kardashian! Dieta de alta proteína realmente é a chave para perder quilos


• Kim Kardashian adere uma dieta de alta-proteína de Atkins para perder peso da sua gravidez;
• E agora, um novo estudo confirma que as dietas de alta proteína são chave para perder peso;
• Isto se deve ao fato de que comer proteína pode criar o sentimento de satisfação, dizem cientistas;
• Proteína ativa o release de um hormônio de saciedade – ajudando você sentir satisfeito por mais tempo.

Por Lisa Ryan Para o Jornal Inglês Daily Mail

Kim Kardashian pode ter descoberto algo importante em relação a perda de peso. A celebridade de Reality Show, de 35 anos, está fazendo a dieta Atkins de alta proteína e baixo teor de carboidrato na sua busca de perder peso desde a sua gravidez recente.

E agora, um novo estudo confirmou que a dieta de alta proteína é a chave para perder peso.

Comer proteína faz com que as pessoas se sintam satisfeitas, segundo cientistas da universidade americana Purdue University, Indiana.

Autor principal do estudo, Dr Richard Mattes disse: “A pesquisa prova que a proteína ativa o release de um hormônio de saciedade e está fortemente ligado ao nível de satisfação”.

Faz tempo que dietistas sugerem que os alimentos de alta proteína podem levar alguém a perder peso.

Mas mesmo assim, a teoria nunca foi testada em grande escala, até agora.

O time de cientistas realizou uma primeira revisão sistemática sobre o efeito da ingestão da proteína em relação a percepção de se sentir satisfeito.

Dr. Mattes disse: “Estudos individuais são muitas vezes conduzidos em populações pequenas, ou com abordagem diferente que pode tornar desafiadora a interpretação dos resultados”.

“O nosso estudo combinou múltiplas experiências para confirmar a presença do efeito”.

A equipe analisou e utilizou meta-análise e análise direcional para determinar que cargas de proteína mais alta proporcionam um efeito maior em relação a satisfação do que carga mais baixa de proteína.



Assim, eles descobriram que a ingestão de proteína é ligada com a saciedade, que é definida pelo sentimento de se estar satisfeito entre as refeições. Além disto, a equipe descobriu que a pessoa precisa somente aumentar sua ingestão de proteína por uma quantidade modesta para se sentir satisfeito entre refeições.

E ainda, os cientistas perceberam que o sentimento de satisfação não é a única coisa que afeta o que a pessoa pode comer.

Dr Mattes disse: “Sentimentos como fome e satisfação não são os únicos fatores que influenciam a ingestão. Comemos muitas vezes por outras razões. Alguém que se sinta satisfeito demais para terminar uma refeição, mas tem espaço para sobremesa sabe disto muito bem”.

O estudo não determinou a quantidade exata que a pessoa necessita para prolongar o sentimento de satisfação, e também não investigou a que horas a proteína deve ser consumida.


Matéria publicada no Daily Mail, editoria Novidades e Curiosidades. A matéria original está disponível em http://goo.gl/3v2UqP