Menu Interno


Pesquisa revela as preferências e os hábitos de consumo do catarinense


O catarinense gosta de pagar suas contas em dinheiro, prefere cachorros a gatos e consome carne bovina com mais frequência. É isso que indica o Índice das Marcas de Preferência e Afinidade Regional (Ímpar 2010), pesquisa que revela os hábitos de consumo da população do Estado, as marcas de preferência e afinidade regional. Foram 1,7 mil catarinenses entrevistados. Destes, 52% eram mulheres e 48% eram homens.

Dados da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) revelam que Santa Catarina é o nono estado exportador do Brasil, com 1,5 mil empresas exportadoras. As cinco organizações que mais exportam são Seara Alimentos, WEG Equipamentos Elétricos, Whirpool, Sadia e Perdigão - estas duas últimas também foram destaque entre os catarinenses no que diz respeito à representação do Estado e à ações de responsabilidade social.

Compras e pagamentos
O perfil do consumidor catarinense mostra que 69% das pessoas preferem fazer compras em lojas de rua. As lojas de departamento vêm em segundo lugar, com 14% de preferência, e os shoppings centers em terceiro, com 13%. Na hora de pagar, 68% dos catarinenses preferem esquecer o parcelamento e pagar à vista. Somente 11% da população utiliza o cartão de crédito.

No asfalto
Graças à ampliação de linhas de crédito, redução da taxa de juros e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), a venda de veículos cresceu mais de 10% em 2009. Questionados sobre o interesse em adquirir um veículo nos próximos 12 meses, 71% dos catarinenses disseram que não pretendem, enquanto 25% gostariam de comprar. Entre os meses de março e abril de 2010 foram vendidos 49,6 mil automóveis em Santa Catarina. Já as motocicletas são utilizadas por 40% da população.

Churrasco
Segundo a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec), o Brasil é o segundo país que mais consome carne no mundo. A carne bovina tem destaque na preferência catarinense - 55% das pessoas consomem o produto. Em segundo lugar aparece a carne de frango, com 42%. Ao todo, 70% da população declarou consumir carnes de todos os tipos (bovina, suína, de frango ou peixe).

Cervejinha gelada
As bebidas alcoólicas também ganharam destaque na pesquisa. Em primeiro lugar aparece a cerveja, com 44% de preferência dos catarinenses. Como segunda opção de escolha mais citada na hora de beber, o vinho aparece com 23%.

O melhor amigo do homem
O Ímpar mostrou que 57% dos entrevistados têm um cão como companheiro em casa. O animal aparece como preferência quase que com o mesmo percentual entre homens e mulheres de todas as idades. O gato aparece em segundo lugar, com 12% de preferência. Os gastos com estes animais são muitos, e exigem tempo e dinheiro. A ração industrial é utilizada por 82% dos catarinenses que possuem animais de estimação. Os serviços e compras de produtos em pet shops são utilizados por 61% da população.

Lazer
Você sabia que o catarinense não pratica esportes nas horas vagas? Cerca de 62% dos entrevistados são sedentários. Mas há quem ainda faça um esforço para manter a saúde: 37% jogam futebol para se exercitar. A caminhada é a segunda atividade mais citada, com 33% de preferência.

Quando o assunto é futebol, a torcida do Flamengo impera em Santa Catarina: 21% dos entrevistados torcem pelo time. Em segundo lugar aparece o Grêmio, com 12% de preferência. Entre as equipes catarinenses o time com mais torcedores é o Avaí, com 15%, seguido pelo Figueirense, com 11%. Este último é o primeiro na preferência dos torcedores da Grande Florianópolis, com 37%.

Comunicação e redes sociais
A televisão é o meio mais utilizado pelo catarinense - 77% dos entrevistados aponta a mídia televisiva como principal fonte de informações. O rádio chega em segundo lugar, com 33%. A internet ultrapassa o jornal como primeira opção de informação - 9% contra 8% de preferência, respectivamente. Mas na segunda opção o jornal sai na frente, com 27% de preferência, enquanto a internet fica com 13%.

As redes sociais não são acessadas por 66% da população catarinense. Das pessoas que participam delas, 28% preferem o Orkut e 24% apontam o MSN como segundo mais lembrado. O YouTube aparece em terceiro lugar, com 8%, enquanto o Twitter é utilizado por apenas 4% dos catarinenses.

Investimentos
O Ímpar registrou que 72% de catarinenses que possuem casa própria. Os que pagam aluguel vêm em segundo lugar: 18%. Sobre a intenção de adquirir imóveis, 10% dos catarinenses pretendem se estabelecer nos próximos 12 meses, enquanto 68% não têm intenção de adquirir nenhum imóvel. Destes, 88% querem a casa própria.

A maioria dos entrevistados, 98%, disse não ter nenhum investimento na Bolsa, enquanto 2% alegaram possuir. Quando o assunto é negócio próprio, 74% das pessoas revelaram que têm intenção de ter uma empresa.

Locomoção
O meio de transporte mais utilizado pelo catarinense é o automóvel, com 35% de preferência. Em seguida, com 23%, está o transporte público.

Orgulho catarinense
A empresa que melhor representa Santa Catarina é a Sadia, com 18% da preferência. A organização também foi escolhida como a que mais pratica ações de responsabilidade social, com 12%. A Perdigão ficou em segundo lugar, com 11% de aprovação dos entrevistados.

Comércio e turisco
Na opinião de 24% dos catarinenses, Florianópolis é a cidade com o melhor comércio do Estado. Em segundo lugar vem Joinville, com 17% dos votos, seguida por Brusque, com 13% de aprovação. A Capital também foi escolhida como a melhor cidade turística de Santa Catarina, com 48% dos votos. Balneário Camboriú ganhou a medalha de prata e recebeu 28% de aprovação dos entrevistados. Quanto ao tipo de turismo praticado, 47% declararam preferência pela praia, enquanto 12% preferiram o campo.

As marcas catarinenses mais lembradas
Algumas das marcas de produtos e serviços mais lembradas pelos entrevistados são catarinenses. A Água Mineral Imperatriz, por exemplo, é a preferência de 20% do público. A marca tem um crescimento médio de 10% ao ano. Em relação a artigos de cama, mesa e banho, a Teka, de Blumenau, tem a preferência de 50% dos catarinenses. Em segundo lugar ficou a Artex, também de Blumenau, com 11% dos votos. Uma das maiores fabricantes de móveis planejados da América Latina, a Todeschini ficou com o primeiro lugar - 46% - na categoria "Cozinhas".

Diversão noturna
A noite catarinense também ganhou destaque no Ímpar. Na Grande Florianópolis, as boates Floripa Music Hall e New Time empataram no primeiro lugar com 11% na preferência. Bali Hai e Bailão do Silva se igualaram na preferência dos entrevistados da região do Foz de Itajaí - ambos com 9%. Já a danceteria Maria Fumaça foi destaque no Meio Oeste, apontada como preferida por 19% dos entrevistados, enquanto o destaque no extremo Oeste ficou com a Choupanas, com 14% de indicações. Na região Norte, o Big Bowling foi apontado como preferência por 9% dos entrevistados.

Construção Cívil
No setor de Construção Civil catarinense a Koerich Construções levou a melhor na Grande Florianópolis - a empresa é a preferida de 13% dos entrevistados. No Extremo Sul a Fontana ficou em primeiro lugar, com 26% de aprovação, enquanto a Cepar recebeu 76,4% dos votos no Planalto Serrano. Destaque também para a Nostra Casa, escolhida como a preferida no Meio e no Extremo Oeste - respectivamente, 39,6% e 21,5%.

Educação
A Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc) foi escolhida como referência em Ensino Superior no estado, com 15% de preferência. Em segundo lugar ficou a Universidade da Região de Joinville (Univille), com 10%, seguida pela Universidade do Vale do Itajaí (Univali), com 9% dos votos.

Farmácia
A Drogaria Catarinense é líder na preferência dos consumidores de Santa Catarina, com 22% no Ímpar. Em segundo lugar, o Sesi Farmácia recebeu 15% de aprovação dos entrevistados.

Imobiliária
Em 2010 o setor imobiliário voltou a ser favorável, depois de um período de forte recessão em 2009. Segundo a Câmara Brasileira da Indústria da Construção, o Sistema Brasileiro de Poupança (Abecip) e Empréstimo (SBPE) destinou, somente até março deste ano, mais de 1,6 milhão para aquisição de imóveis novos e/ou usados. Do primeiro trimestre de 2010 para o segundo, o volume aplicado em imóveis comerciais no mercado brasileiro quase triplicou, saltando de US$ 577 milhões para cerca de US$ 1,6 bilhão. O segmento imobiliário foi avaliado de acordo com as preferência regionais. A Grande Florianópolis, por exemplo, elegeu a Ibagy como a melhor imobiliária, com 30,7%. Já o Planalto Serrano preferiu a Coral, com 59,5% de preferência.

Joias
Altamente voltado para o design, o setor de joias em Santa Catarina acompanha o progresso da civilização humana no que compreende o trabalho, a criatividade e o talento de sucessivas gerações de artesãos no desafio de transformar materiais preciosos em ornamentos pessoais de elevado valor artístico. Na Grande Florianópolis a joalheria Quevedo foi a que obteve maior índice de preferência, com 28,4%.

Livraria
 Ímpar analisou o setor de livros regionalmente. Na Grande Florianópolis é que foi apontada a livraria com o maior índice de preferência entre todas as regiões - a Catarinense, com 78,9%. No Vale do Itajaí a Livraria Alemã também se destacou, com 66,5%.

Lojas de calçados
A Pittol Calçados, referência no setor calçadista em Santa Catarina, recebeu a preferência de 18% dos entrevistados. Em segundo lugar ficou a Carioca, com 13%. Para ser a primeira na cabeça e nos pés dos consumidores a empresa investe no atendimento e satisfação das necessidades do cliente - seja em relação ao preço ou ao produto.

Lojas de ferragens
A marca Milium é líder na preferência dos catarinenses na categoria "Loja de Ferragens", com 21% de destaque. A loja é a maior rede de lojas, multiuso de Santa Catarina, com 26 unidades espalhadas em 15 cidades catarinenses e mais uma filial em Curitiba (PR).

Materias de construção
A Casas da Água ficou em primeiro lugar no segmento "Loja de Materiais de Construção", com 12% de menção entre os entrevistados. A loja catarinense tem 16 filiais distribuídas nas cidades de Florianópolis, São José, Palhoça, Biguaçu, Itapema, Balneário Camboriú, Itajaí, Blumenau, Rio do Sul, Jaraguá, Joinville e a mais recente, em Tijucas.

Nas estradas
O comércio de pneus e acessórios automotivos também ganhou destaque no Ímpar. A Dpaschoal foi líder absoluta em quase todas as regiões catarinenses - na Grande Florianópolis, Extremo Sul, Planalto Serrano, Foz e Vale do Itajaí. No Meio e no Extremo Oeste a JK Pneus levou a melhor, enquanto o Norte elegeu a Fredy Pneus como sua favorita.

Roupas femininas
A Havan, uma das maiores redes de lojas de departamentos do Brasil, foi eleita a melhor no segmento "Loja de Roupa Feminina", com 13% de preferência. A Havan tem 18 lojas em Santa Catarina e no Paraná, somando 110 mil metros quadrados de área de vendas. Em segundo lugar ficou a Marisa, com 11% de destaque no estado.

Óticas
Qualidade, tecnologia e conhecimento fazem a diferença nas óticas. Pelo menos é isso que disseram os entrevistados do Ímpar. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 20,1% da população brasileira usa óculos. O Ímpar avaliou o setor levando em conta as afinidades regionais. Na Grande Florianópolis a Diniz ficou com o primeiro lugar, com 68,7% de preferência. Destaque também para a Mondadori, com 74,4% de aprovação no Planalto Serrano, e para a Universal, com 45,1% no Vale do Itajaí.

Restaurantes
O setor de alimentação também foi destacado regionalmente. A Churrascaria Ataliba tem a preferência na Grande Florianópolis, Foz e Vale do Itajaí. O setor de bares e restaurantes representa 2,4% do PIB brasileiro e emprego diretamente seis milhões de pessoas - 8% do emprego direto no país.

Revendas de veículos
Em 2008, entre os meses de novembro e dezembro, foram comercializados em Santa Catarina 124,2 mil veículos. Neste mesmo período, em 2009, foram 154,2 mil veículos - um aumento de 20%. O setor de revenda de automóveis ocupa uma parcela importante na economia do Estado, e conta hoje com aproximadamente duas mil lojas de usados e cerca de 80 mil veículos em oferta. Avaliadas regionalmente, as revendedoras de automóveis foram bem posicionadas pelos entrevistados do Ímpar: na Grande Florianópolis a Dimas foi a preferida, com 31,6%. Destaque também para a Breitkopf, eleita a melhor pelo Vale do Itajaí.
Já as revendedoras de motocicletas que tiveram o maior índice de preferência entre as regiões foram Amauri e KG, com 56,7% e 43,4%, respectivamente.

Shopping center
O Shopping Muller foi destaque na categoria "Shopping Center", com 18% de preferência em Santa Catarina. Há 15 anos em Joinville, o shopping tem um fluxo mensal de 770 mil pessoas com acesso às opções de consumo, lazer e entretenimento, além de ser um local que leva cultura à comunidade através de eventos sociais, educacionais e na área da promoção da saúde. O mix de operações é constantemente qualificado.

Supermercados
Destaque em Santa Catarina com 17% de preferência, o Angeloni atua há mais de 50 anos. Atualmente conta com 7,4 mil colaboradores e atua também no Paraná, somando 22 lojas ao todo. A rede tem ainda 19 farmácias, seis postos de combustíveis e um centro de distribuição de 38 mil metros quadrados em Porto Belo. Em 2009 o faturamento bruto da empresa ultrapassou R$ 1,5 milhão.

Vigilância e segurança
O Grupo Back foi escolhido como preferido na categoria "Vigilância e Segurança", com 36% de aprovação. Fundada há 40 anos como uma firma individual de limpeza, a Back cresceu, conquistou a confiança do povo catarinense e hoje está consolidada como prestadora de serviços terceirizados no Sul do país. Em segundo lugar na pesquisa aparece a Orsegrups, com 12% de preferência, seguida pela Radar, com 8%.

(Portal Associação dos Jornais do Interior de SC)



Voltar