Menu Interno


Consumidores poderão rastrear produtos vendidos em supermercados da Capital.


Sistema de rastreabilidade online foi lançado nesta sexta-feira pela Walmart Brasil
Por meio de um código nas embalagens, consumidores de supermercados da Capital poderão acompanhar a cadeia produtiva de corte bovinos e hortifrutigranjeiros, desde a produção no campo até a chegada nas prateleiras. O Rio Grande do Sul foi escolhido para testar um sistema de rastreabilidade online, desenvolvido pelo Walmart Brasil. Inicialmente, os produtos serão oferecidos em apenas alguns estabelecimentos da cidade.

Desde o início do mês, quatro lojas do Nacional oferecem carnes da marca Novilho Campeiro, de Bagé, e hortifrutigranjeitos orgânicos com um código de barras específico nas embalagens. Com o número, o consumidor pode acessar o site da rede  e constatar desde a localização da fazenda e o nome do criador até o frigorífico e a data em que o animal foi abatido.

Site mostra imagens e informações da propriedade de onde veio a carne
- Com isso, o consumidor terá garantia da qualidade e procedência do produto, aumentando a confiabilidade - destaca José Noeli, gerente comercial do Walmart Brasil para o Rio Grande do Sul.

Conforme Noeli, o Estado foi escolhido para ser piloto do projeto nacional justamente pela organização do setor pecuário gaúcho. Inicialmente, oito fazendas da região de Bagé e Dom Pedrito foram selecionadas para participar do programa, que envolve também o Marfrig Frigoríficos.

A meta é de levar os produtos rastreados para toda as mais de 100 lojas da rede Walmart no Estado até o final do primeiro semestre de 2011.

(Jornal Zero Hora, Varejo)


Voltar