Menu Interno


Petrobras perde peso no Ibovespa.


A terceira prévia da carteira teórica do Ibovespa, principal índice do mercado acionário brasileiro, confirmou a entrada dos papéis ordinários (ON, com voto) da Brookfield e das units (recibos de ações) do Santander Brasil e ainda incluiu as ações ordinárias da Marfrig. Dessa forma, o total da carteira foi elevado para 68 ativos de 62 empresas.

A carteira, que vai vigorar de 1º de setembro a 31 de dezembro de 2010, tem com base o fechamento do último pregão.

Os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do índice sofreram modificações em relação à carteira vigente, já que a representação da Vale superou a da Petrobras. A mineradora passou a ocupar o primeiro lugar no portfólio. Além disso, as ações ON da OGX Petróleo substituíram as preferenciais (PN, sem voto) da Gerdau.

O peso de Vale PNA no Índice Bovespa caiu de 10,766% para 10,756%, e o da Petrobras PN recuou de 11,018% para 9,770%. Também foram alteradas as participações de BM&FBovespa ON (4,328% para 3,819%) e Itaú Unibanco PN (4,072% para 3,775%).

Os papéis ON da petrolífera OGX estreiam com representação de 3,732% na carteira.

Em relação às novatas, as ações ON da construtora Brookfield terão participação de 0,660% no Ibovespa, enquanto a representação das units do Santander Brasil será de 1,049% e a do frigorífico Marfrig corresponderá a 0,644% da carteira.

(Jornal Valor Econômico, Investimentos/SP)


Voltar