Menu Interno


Marfrig conclui aquisição da Keystone


A Marfrig Alimentos, que anunciou, na sexta-feira, a conclusão da aquisição da empresa americana Keystone Foods, vai manter o executivo Jerry Dean como diretor-geral da agora unidade de negócios nos EUA. A estratégia de manter o principal executivo à frente das empresas que adquire é uma marca da Marfrig, que já fez o mesmo em outras aquisições.

Na semana passada, Dean esteve no Brasil visitando unidades de produção de frango da Marfrig. Antes, passou por Buenos Aires, onde a Marfrig era uma das patrocinadoras do Congresso Mundial da Carne.

Em rápida conversa com o Valor, em jantar promovido pela Marfrig na capital argentina, Dean disse que as complementaridades entre Marfrig e Keystone foram o principal atrativo para a realização do negócio. Segundo ele, a aquisição pela empresa brasileira, que tem a matéria-prima para os produtos que a Keystone fabrica, permitirá que a companhia americana avance, o que seria mais difícil sozinha.

A Keystone, que faturou US$ 6,4 bilhões em 2009, desenvolve, produz e distribui alimentos à base de carnes de aves, peixes, suínas e bovinas, para o "food service". É a maior fornecedora da rede McDonald's no mundo e tem forte presença na Ásia, um mercado em crescimento. Fornece também para Campbell's, Subway, ConAgra e Yum Brands.

O executivo admitiu que outras grandes empresas de carne mostraram interesse na Keystone. Mas a Marfrig levou vantagem pela complementaridade que tem com a companhia, afirmou.

Segundo ele, a primeira conversa com Marcos Molina, controlador da Marfrig, ocorreu em abril deste ano, pouco depois de o fundo de participações Lindsay Goldberg, antigo dono da Keystone, informar que queria se desfazer do negócio.

A Marfrig anunciou a aquisição da Keystone em junho, por US$ 1,26 billhão. Para financiar a compra da empresa americana, a brasileira emitiu R$ 2,5 bilhões em debêntures conversíveis em ações. De acordo com a Marfrig, os resultados da Keystone serão incorporados aos seus a partir do quarto trimestre deste ano. A receita estimada da Marfrig em 2010, incluindo a Keystone, é de US$ 15,4 bilhões.

Com a Keystone, a Marfrig passa a ter 151 unidades produtivas, comerciais e de distribuição em 22 países e nos cinco continentes. Terá um total de 85 mil funcionários. Nos últimos quatro anos, a Marfrig, que tem participação de 13,89% do BNDES em seu capital, fez 40 aquisições, no Brasil e no exterior.

(Portal Avicultura Industrial/SP)



Voltar