Menu Interno


1° semestre de baixa.


Os dados das exportações de Seara referentes ao primeiro semestre mostram uma queda significativa no volume de produtos exportados por Seara.

Mesmo com a maior valorização dos produtos, houve queda significativa na receita com as vendas ao exterior. No acumulado do primeiro semestre, o município - basicamente a Seara Alimentos - comercializou pouco mais de 29,5 mil toneladas, o que gerou ganho de US$ 55,8 milhões. No mesmo período do ano passado, havia vendido aproximadamente 50 mil toneladas de produtos e faturado US$ 70,2 milhões. A maior valorização dos produtos compensou um pouco a diminuição das vendas. De acordo com os dados da Secretaria de Comércio Exterior, em janeiro de 2009, por exemplo, Seara exportou 5,4 mil toneladas e faturou R$ 8,5 milhões. Neste ano, vendeu 4,7 mil toneladas e recebeu US$ 8,7 milhões.

Em janeiro, Seara exportou o equivalente a US$ 8,7 milhões. Em fevereiro, houve queda e ficou em US$ 7,4 milhões. Março foi o melhor mês do ano, quando o município faturou US$ 12,7 milhões. Em abril, voltou a ter queda e fechou em US$ 11,1 milhões. Em maio, foram US$ 8,8 milhões e junho fechou como o pior mês de 2010, com receita de US$ 6,9 milhões.

Mercados
Os principais mercados dos produtos vendidos por Seara são Rússia, responsável por 18,62% do faturamento; Cingapura, com 15,02%; Egito, 11,77%; Argentina, 10,60%; e Hong Kong; 8,99%. Os produtos com maior volume de exportação são carnes de suíno congeladas e de frango.

(Jornal Folha Sete, 23.07.2010)



Voltar