Menu Interno


Brasileira Marfrig adquire a Keystone


A Marfrig Alimentos, quarta produtora mundial de carne bovina e segunda exportadora de carne de frango, anunciou ontem a aquisição da multinacional americana Keystone Foods, fornecedora mundial de redes como Mc Donald's e Subway, por US$ 1,2 bilhão.

A Marfrig informou em comunicado enviado à Bolsa de Valores de São Paulo que chegou a um acordo com o grupo Lindsay Goldberg LLC para adquirir 100% das ações da empresa.

A empresa adquirida, com matriz na Pensilvânia (EUA) considerada a maior processadora America de proteína animal, opera em vários países como produtora de alimentos a base de carnes de bovinos, suínos, frango e peixe, e é uma importante fornecedora do setor de restaurantes e comidas rápidas.

"A aquisição eleva o Marfrig a uma posição de destaque como fornecedor de toda a cadeia internacional de redes como Mc Donalds, Campell's, Subway, ConAgra, Yum! Brands e Chipotle", assegura o comunicado. Pela nota, a empresa americana atende a 28 mil restaurantes em 13 países (Estados Unidos, França, Reino Unido, China, Austrália, Nova Zelândia e Emirados Árabes).

A companhia brasileira, que abriu capital no mercado local em 2007, anunciou ontem que solicitará autorização da CVM ( Comissão de Valores Mobiliarios) para lançar um programa de ADR (American Depositary Receipts) que permite negociar papéis na Bolsa de Nova York.

O objetivo da operação é "ampliar as formas de acessos dos investidores, principalmente dos residentes no exterior, assim como ampliar a liquidez das ações".

A empresa esclareceu que cada ADR corresponderá a uma ação ordinária emitida pelo grupo, mas que não fará lançamento de novos títulos.

A companhia se expandiu nos últimos anos mediante 40 aquisições que garantiram sua presença em 13 países, vendas em 140 e participação importante em mercados como os do Brasil, Argentina, Uruguai e o Reino Unido.

A empresa tem capacidade diária para abater 30,2 mil de porco, 10,4 mil ovelhas, 30 mil perus e 3,1 milhões de frangos. Marfrig tem unidades de processamento no Brasil, Argentina, Uruguai, Chile, Estados Unidos e vários países europeus.

(Jornal todo dia Americana - SP)



Voltar