Menu Interno


Santander prevê três novas ações na próxima carteira teórica Ibovespa


SÃO PAULO - Acreditando em uma tendência de maior diversificação no Ibovespa, o Santander revelou suas estimativas a primeira prévia do rebalanceamento do principal índice da bolsa brasileira, que deve ser divulgada em 1º de agosto. A equipe do banco acredita que haverá inclusão dos papéis da Marfrig (MRFG3), Hypermarcas (HYPE3) e Banco Santander Brasil (SANB11), e que nenhuma ação deve ser excluída do índice.

A nova carteira entra em vigor em 1º de setembro, valendo até o final deste ano. Além das três inclusões, os analistas acreditam em algumas mudanças de peso. Os destaques de variação positiva e negativa no peso, segundo a projeção do Santander, estão nas tabelas abaixo:

Principais possíveis ganhadores:

Código Empresa Peso estimado (%)
Peso atual (%)
Variação (%) VALE5 Vale 10,97%
9,43% +1,53 p.p. OGXP3 OGX Petróleo
4,17% 2,79%
+1,38 p.p. BBAS3 Banco do Brasil
2,42% 1,97% +0,46 p.p. PDGR3 PDG 2,69% 2,36% +0,34 p.p.
ECOD3 Brasil Ecodiesel 1,01% 0,72% +0,29 p.p.

Principais possíveis perdedores:

Código Empresa Peso estimado (%)
Peso atual (%)
Variação (%) BVMF3 BM&F Bovespa 3,80%
4,51% - 0,72 p.p. BRFS3 Brasil Foods
1,44% 2,13%
- 0,68 p.p. BBDC4 Bradesco
2,68% 3,20% - 0,52 p.p. ITSA4 Itaúsa 2,21% 2,54% -0,33 p.p.
CMIG4 Cemig 1,12% 1,44% -0,32 p.p.

Fundos indexados e setores
A equipe destacou que os fundos indexados ao Ibovespa terão que realizar ajustes nas carteiras para incluir os novos nomes. "Atualmente, R$ 20,2 bilhões são alocados a fundos indexados que adotam o Ibovespa como referência (...). Isso significa que cada 100 pontos-base (1%) de variação absoluta representaria demanda adicional de R$ 202 milhões", explicam.

Com relação aos setores, os analistas esperam mudanças positivas em três dos 12 que compõem o índice: mineração (+2,01%), petróleo e gás (+1,59%) e varejo (+0,29%). Já com pressão negativa, o destaque dentro das projeções é para o setor de energia e saneamento (-1,24%) e telecomunicações (-0,76%).

(Portal InfoMoney)



Voltar