Menu Interno


Em alta


JBS, Marfrig e BR Foods, pela ordem, os três maiores grupos de alimentos de origem animal do País apostam no crescimento das vendas internas e externas no último trimestre do ano para impulsionar ainda mais suas receitas, ampliar o lucro e conquistar a preferência dos consumidores.

O balanço do primeiro semestre das três empresas apresentou altos e baixos, condicionados especialmente pelos desafios de integrações importantes. A JBS com a PilgrinVs Pride, dos Estados Unidos; a Marfrig com a Seara; a BRF Foods, envolve a própria decisão do Cadê sobre a fusão de Perdigão e Sadia.

A receita líquida da JBS foi de R$ 14,116,3 bilhões nesse trimestre, 12,5% maior do que o trimestre anterior. Se comparada a receita líquida do segundo trimestre de 2010 com a do segundo trimestre de 2009, quando o ganho foi de R$ 9,255, houve alta de 52,5% maior. A Marfrig encerrou o 2° trimestre com lucro líquido de R$127,4 milhões, valor 206% superior ao do trimestre anterior, de R$41,7 milhões. No ano, o lucro líquido acumulado é de R$170 milhões. A receita líquida atingiu R$ 5;532 bilhões, alta 5°/o As vendas do mercado externo ficaram estáveis no segundo trimestre, em R$ 2,432 bilhões, ante R$ 2,441 bilhões.

(Revista Terra Viva, Setembro)



Voltar