Menu Interno


Grupo Marfrig e Governo de São Paulo se unem para criar Sistema de Responsabilidade Pós-Consumo de Embalagens em cidades do Estado


São Paulo, 5 de junho de 2013 - O Grupo Marfrig e a Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo firmaram hoje, Dia Mundial do Meio Ambiente, um termo de compromisso que vigorará por quatro anos para a criação de um sistema de logística reversa que promoverá a reciclagem das embalagens de produtos comercializadas no Estado. O documento prevê que a empresa implantará projetos de reciclagem em municípios paulistas onde têm operação e que necessitam ampliar sua coleta seletiva.
 
Projetos-piloto devem ser implantados ainda este ano em Promissão e Jaguariúna. No próximo ano, o sistema de reciclagem será levado para os municípios de Amparo, Nuporanga e Votuporanga. Em 2015, chega a São Paulo e Osasco.
 
O objetivo da empresa é cumprir a meta estipulada pelo Ministério do Meio Ambiente de recolher e reciclar ou destinar corretamente 28% das embalagens de seus produtos depois de usadas até 2019, conforme a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Com o projeto, as cooperativas serão estruturadas para triplicar o volume de resíduos sólidos recolhidos, atendendo a meta estipulada pelo ministério.
 
O Grupo Marfrig é a primeira empresa do setor de alimentos a base de proteína animal a assinar um termo de compromisso individual com o governo estadual. A Companhia fará um diagnóstico sobre a destinação de resíduos nos municípios beneficiados, selecionando associações ou cooperativas de catadores, bem como outros parceiros, para criar um sistema de reciclagem e logística reversa (recolhimento e destinação de embalagens pós-consumo).
 
Para estimular o desenvolvimento da coleta seletiva em municípios onde ela ainda não é feita em larga escala, a Companhia trabalhará com as Prefeituras e o Estado para a criação de um modelo de parceria em todos os processos necessários para a separação dos materiais e a correta destinação dos resíduos. A empresa também comprará máquinas e equipamentos para cooperativas e associações e promoverá a capacitação dos catadores em temas como qualidade de vida, cidadania, capacidade empreendedora, técnicas de reciclagem e sustentabilidade. Numa segunda fase, o Grupo fará campanhas educativas sobre o tema, estimulando e orientado os consumidores sobre a correta destinação das embalagens.
 
"Além do claro impacto ambiental, nosso projeto terá um impacto social importante ao capacitar e desenvolver negócios relacionados à reciclagem fora das grandes cidades do Estado", destaca Clever Pirola Ávila, diretor de Desenvolvimento Sustentável e Tecnologia do Grupo Marfrig. "Assumimos também o compromisso de trabalhar junto a nossos fornecedores buscando alternativas para as embalagens, até então, consideradas não recicláveis", completa.
 
Por sua vez, o governo estadual se comprometeu a incluir orientações sobre a reciclagem de embalagem de alimentos em seus programas de educação ambiental e incentivar a capacitação de professores da rede pública de ensino sobre educação ambiental e gestão de resíduos, além de fomentar a atividade de reciclagem e a confecção de produtos com material reciclado. Vai também auxiliar nos contatos com os órgãos estaduais e municipais envolvidos no processo de coleta de lixo e reciclagem, além de assegurar que procedimentos e atos administrativos sob sua responsabilidade, como licenciamentos e autorizações, permitam a implantação e expansão do sistema.


Voltar