Menu Interno


Assinado convênio para fomentar ovinocultura


O Grupo Marfrig e o Sicredi - Sistema de Crédito Cooperativo assinaram nesta sexta-feira (28) durante a XXVII Feovelha convênio para o estabelecimento de um programa de apoio à investimentos na ovinocultura destinado a produtores de todas as regiões gaúchas. A ação prevê linhas de financiamentos de até R$ 20 mil para a compra de matrizes e reprodutores, com prazo de dois anos e juros de 6,75% ao ano, e tem como metas desenvolver a atividade e incentivar os fornecedores do frigorífico, visando aumentar a escala de produção de cordeiros.

De acordo com Rui Mendonça, diretor regional do Marfrig, cerca de 800 fornecedores do grupo estão aptos a receber a linha de crédito instituída, sendo que o frigorífico indicará os produtores que poderão solicitar o financiamento e ficará encarregado de repassar o pagamento ao Sicredi após a entrega dos produtos enviados para o abate. Segundo ele, devido a queda na produção de tradicionais exportadores, como a Nova Zelândia e o Uruguai, o Brasil tem a oportunidade de ocupar um importante espaço no mercado mundial. "Ainda no primeiro trimestre deste ano estaremos retomando as exportações de carne ovina brasileira", revela Mendonça, explicando que o primeiro mercado a ser atendido é o Oriente Médio e num segundo momento a Europa.

Segundo Geraldo Ott Filho, presidente do Sicredi Fronteira Sul, a expectativa é de que o produtor procure e utilize a linha de crédito oferecida para fomentar a produção de cordeiros e a retenção das matrizes. "Oferecer crédito aos ovinocultores era um objetivo que já tínhamos a bastante tempo e agora conseguimos disponibilizá-lo", recorda, citando que este ano já foram disponibilizados financiamentos durante a exposição de ovinos realizada em Bagé e na própria Feovelha, onde o Sicredi foi responsável pelo financiamento de 20% dos animais vendidos no remate de rebanho geral realizado ontem (27). "Também já temos vários limites aprovados para os remates de elite que ocorrem amanhã (29) e domingo (30)", acrescenta. As próximas exposições contempladas, segundo ele, serão as de Dom Pedrito, Jaguarão e Herva.

(Portal Feovelha, 28/01/2011)

Voltar