Menu Interno


Santos não recebeu por acordos de Ganso


O 'não' do estafe de Ganso ao projeto de carreira oferecido pelo Santos, que encerrou as negociações do meia com o clube, se baseia, principalmente, no faturamento do atleta em contratos publicitários assinados por ele.

Só neste ano, Paulo Henrique fechou cinco acordos para explorar a sua imagem, com Telefônica, Seara, Nike, Gillette e Gatorade.

Destes, os dois primeiros foram de oportunidade. Ou seja, apenas para um momento específico, no caso, o da realização da Copa do Mundo. Os demais são acordos duradouros, sendo dois válidos até a Copa de 2014.
Com esses contratos, o meia ganhou mais do que o R$1,5 milhão por ano, valor que era oferecido no projeto de carreira do Santos.

O Peixe não levou nenhum centavo desse dinheiro, mas insiste que tem 100% dos direitos de imagem do atleta.

Sem o acordo com o Alvinegro, o vínculo de Paulo Henrique permanece vigente até 28 de fevereiro de 2015.

(Portal Terra Brasil / Portal Lance Net)



Voltar