Menu Interno


Gigante globalizado


A Marfrig Alimentos foi eleita a melhor empresa na categoria abate de animais do Anuário do Agronegócio em 2007, 2008 e 2009 Neste ano, é premiada no vamente, mas em outra categoria: melhor indústria de carnes, Esse resultado reflete a transformação que a empresa tem promovido em seu portfólio e nos canais de atuação no mercado. Antes focada na produção de carne bovina na América do Sul, a Marfrig se transformou em uma organização global e diversificada, oferecendo uma gama de produtos processados a base das principais proteínas animais - bovinos, aves, suínos e Tal processo intensificou se no início de 2010, com a incorporação da Seara Alimentos e a criação de uma divisão especifica para atuar nos segmento de aves e suínos. A Seara também foi escolhida para ser a marca global da companhia, concentrando investimentos em marketing no mercado interno - patrocínio de campeonatos regionais e futebol e da equipe do Santos - e, no externo, cor meio de parcerias com a Seleção Brasileira de Futebol e a Copa do Mundo FlFA 2010 e 2014, Com a conclusão da compra da Keystone Foods cor US$ 1,26 bilhão, em outubro deste ano, a Marfrig 5icou sua bandeira também nos cobiçados morcados americano e asiático, Além de ser a principal fornecedora de alimentos industrializados base de carnes das redes McDonald's, Subway Campbell's e de mais 28 mil restaurantes em .3 países, a maior indústria privada de alimentos dos Estados Unidos agora tem unidades na União Europeia, Asia - inclusive China - e Oceania Desde 2007, quando abriu seu capital na então cvespa (Bolsa de Valores de São Paulo), o grupo adquiriu 40 empresas, tornando-se uma das mais internacionalizadas do Brasil. Com urna base operacional em 22 países e 151 unidades industriais, centros de distribuição e escritórios na América do Sul, América do Norte, Ásia, África e Europa e mais de 88 mil colaboradores, o Marfrig é uma das maiores indústrias de alimentos do mundo, O grupo já domina o mercado de carnes na Argentina e no Uruguai, além de ser o maior processador do aves do Reino Unido. No ranking mundial da carne bovina, só perde para a IBS. também brasileira, e para a americana Tyson Foods A estimativa de menkêqueaMarfrig fature neste ano RS 28 bilhoes.

A Empresa é hoje uma das poucas do setor de carnes presentes em todas asanresso produtivo, da compra de grãos á ponta do varejo, operando em diferentes matrizes de proteína animal, "Nossa estratégia sempre foi o foco no atendimento das necessidades de nossos clientes e na diversificação operacional e de produtos, o que no mercado de carnes temos vários elos da cadeia produtiva", diz Marcos Molina, fundador e presidente ria Marfrig. Segundo ele, o grande desafio agora e digerir e criar sinergias entre as recentes aquisições, especialmente a da Keystone Foods.

A receita bruta da Marfrig ultrapassou RS 7,2 bilhões no primeiro semestre do ano, valor 43% maior que o apurado nos primeiros seis meses de 2009, com lucro liquido de R$ 170 milhões. Em 2009, o lucro liquido chegou aRS 679,1 milhões. A receita liquida cresceu 59%, para RS 9,6 bilhões, embora o Ebitda (lucro antes de impostos, juros, amortizações e depreciações) tenha recuado 73%, para RS 884,4 milhões. O volume total vendido pela Marfrig em 2009 foi de quase 2,2 milhões de toneladas, aumento de 47,6% em relação a 2008.

A sustentabilidade é uma das principais preocupações da Marfrig, que desenvolve e implementa ações e políticas de responsabilidade corporativa em toda a cadeia, com o objetivo de garante em longo prazo a sustentabilidade social e ambiental de seus negócios. A face mais visível do compromisso da empresa com o meio ambiente está na parceria com o Greenpeace para garantir o desmatamento zero na Amazônia. As cinco plantas da Marfrig na área do bioma operam por meio de um sistema diferenciado, que inclui o cadastro georreferenciado das fazendas produtoras, o monitoramento por satélite da mata nativa e exclusão da lista de fornecedores dos produtores envolvidos em desmata mentos, invasão de terras, trabalho escravo e violência no campo.

Outra ação da empresa voltada à sustentabilidade foi a implantação e Diamantino, MT, do maior e mais moderno sistema de biodigestores para tratamento de dejetos suínos do Brasil, capaz de impedir o equivalente a mil toneladas de CO2 por ano em emissão de metano para a atmosfera.

(Revista Globo Rural, Anuário do Agronegócio/SP)



Voltar