Menu Interno


Abates no programa Angus crescem 51%.


Os abates de animais cruzados da raça Aberdeen Angus certificados devem atingir o número recorde de 120 mil cabeças, um aumento de 51,5% sobre o resultado de 2009, de 79,2 mil animais. A previsão é da ABA-Associação Brasileira de Angus, responsável pelo Programa Carne Angus Certificada, criado em 2001.
Segundo Fábio Schuler Medeiros, sub-gerente da ABA, no primeiro semestre deste ano 63 mil animais Angus foram abatidos no Rio Grande do Sul. "No segundo semestre, período de safra de novilhos no Estado, os abates vão superar 100 mil cabeças", diz ele. As indústrias pagam pelo animal certificado um ágio mínimo de 3% sobre o preço da arroba do boi. "Mas o prêmio pode chegar a 10%, para machos, e 16%, para fêmeas, caso atinjam os pontos máximos de bonificação e estejam habilitados para o mercado da Europa", acrescenta.

NOVA PLANTA - O frigorífico Marfrig é o principal parceiro do programa da ABA,
com cinco plantas habilitadas, quatro delas no Rio Grande do Sul (Bagé, Alegrete, Capão do Leão e São Gabriel) e uma no interior de São Paulo (Promissão). Segundo Medeiros, em breve o Marfrig começará a abater animais Angus certificados também em Goiás. "A partir dessa nova planta, vamos expandir o programa para as demais regiões do País", informa ele. Outros frigoríficos parceiros do programa estão localizados no Rio Grande do Sul. São eles: VPJ Beef, Angus da Gruta e o Frigorífico Silva.

(Revista DBO Rural, Agosto/Setembro.2010)

Voltar